NOTÍCIAS

Voltar

28.06.2019 - Brasil: câmbio e Chicago fazem preço da soja recuar até R$ 2 na semana

Todas as praças pesquisadas pela consultoria Safras & Mercado registraram queda. Entretanto o maior revés aconteceu no porto de Paranaguá (PR)

 

A semana foi bastante ruim para os produtores brasileiros que ainda têm e pretendem vender soja. Após três quedas seguidas tanto das cotações do grão na Bolsa de Chicago, quanto do dólar, os valores da oleaginosa no país chegaram a acumular um recuo de R$ 2 por saca na semana. A melhora do clima no cinturão agrícola dos Estados Unidos e otimismo sobre a reforma da previdência influenciaram na queda dos referenciais para o preço da soja.


A semana até começou de maneira otimista para o mercado brasileiro, com a maioria das praças fechando a terça-feira em alta de pelo menos R$ 0,50 por saca. Entretanto a partir dali, as cotações desceram ladeira abaixo.

O porto de Paranaguá (PR), foi a praça com a maior perda entre as pesquisadas pela consultoria Safras & Mercado. lá a saca caiu de R$ 83,50 para R$ 81,50.

Em Cascavel, também no Paraná, o preço caiu de R$ 1,50 na semana, fechando em R$ 75 por saca. Em Rio Verde (GO), a saca baixou R$ 1 por saca.


Em Passo Fundo (RS), a saca de 60 quilos que chegou à máxima em R$ 78,50, fechou a semana em R$ 78. Na região das Missões, a cotação atingiu R$ 77,50 por saca no início da semana e caiu para R$ 77. No porto de Rio Grande, preço se também se desvalorizou R$ 0,50 por saca, fechando em R$ 82.

Em Rondonópolis (MT), a saca caiu R$ 70,50 para R$ 70. Em Dourados (MS), a cotação também perdeu R$ 0,50 por saca.

Chicago e câmbio na semana
A cotação da soja com vencimento em julho de 2019 começou a semana cotado a US$ 9,09 por bushel e na última quinta atingiu US$ 8,87 por bushel, recuo de XX%. Ao todo foram três quedas consecutivas.

O mesmo aconteceu com o dólar, que iniciou a semana a R$ 3,85 e na quinta chegou a R$ 3,83, recuo de XX%


Entre as razões está a melhora do clima no cinturão agrícola dos Estados Unidos. A região oeste do Meio-Oeste dos Estados Unidos deve ter no máximo apenas algumas chuvas leves até domingo. segundo a Meteorologix.

Já o dólar é influenciado por declarações de que o texto final da reforma da Previdência na comissão especial da Câmara dos Deputados poderá ser votado na semana que vem, somado ao exterior mais negativo após declarações de dirigentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) sobre os próximos passos da política monetária no país.

Fonte: Canal Rural